instagram:

How I Shoot: Making Portraits with @benjaminheath

How I Shoot is a series where we ask Instagrammers to tell us about the set-up and process behind their photos and videos. For more of Benjamin’s portraits, follow @benjaminheath on Instagram. For more portraits from photographers across Instagram, browse the #makeportraits hashtag.

For Los Angeles Instagrammer Benjamin Heath (@benjaminheath), portraits are an artform. As he explains it, “Making a good portrait is hard, much harder than making a pretty landscape. I wanted to challenge myself. I felt a spark and I wondered if there were other folks in the Instagram community that shared that spark. The answer is a resounding ‘yes!’—there are!”

To Benjamin, there’s a difference between a portrait that you make and a photo that you take. “Make is such a strong word. I think it connotes a methodology or a particular rhythm to creating. If it’s going to be worthwhile you have to take time to make something. You have to hone your craft.” Benjamin, the creator of the #makeportraits hashtag, shares some of the methodology, craft and planning that goes into his own process of making portraits below.

Camera

"I use an iPhone 5s for mobile photos and shoot with a variety of digital and film cameras otherwise. I probably own too many cameras but I like picking up a camera I haven’t used for awhile. It’s like catching up with an old friend."

Planning

"Getting inspired with an idea is step one. I have a collection of photo books that I study for inspiration: Bruce Davidson, Alex Webb, Dan WintersPhilip-Lorca diCorcia blows my mind. I spend a lot of time studying photographers I love and am influenced by. Once I feel like I have an idea or some thoughts on what I want my photo to look like, I’m ready to go.

"Finding a good location is important. I like to shoot portraits that are more environmental with a sense of time and place along with the subject. For me, giving some background and environment adds depth. I think of these portraits as little 1/250 second plays that I’m directing—and this can be difficult or easy. Sometimes I’ll find something wonderful when I’m out and about and will make a mental note to come back when the light is right. Sometimes I see something online that I like and will add it to a running doc that I keep. And, you know, sometimes you stumble onto something terrific as it is and you’re fortunate to have a friend with you.

"Shooting with an experienced model is extremely helpful. I’ve been lucky to work with some great ones. That creative exchange between people is such a charge for me. I love working with people like that."

Editing

"I really don’t edit too much. I use a few of the VSCO (iOS and Android) filters pretty consistently, but like to add my own touch to each. My general view is that if I’m spending a lot of time editing a photo, I did a bad job of making the photo and it’s probably not a keeper.”

Great hints!

1,532 notes

natgeofound:

A well-worn stairway leads to a house on Oahu’s North Shore, November 1979.Photograph by Robert Madden, National Geographic

natgeofound:

A well-worn stairway leads to a house on Oahu’s North Shore, November 1979.Photograph by Robert Madden, National Geographic

17,977 notes

Oscar Nominee Lupita Nyong’o Speech on Black Beauty Essence 

Tadução para o Português:

"Quero aproveitar essa oportunidade para falar de beleza. Beleza negra. Recebi uma carta de uma garota e gostaria de compartilhar um pequeno trecho com vocês. ‘Querida Lupita, acho que você tem muita sorte por ter tanto sucesso em Hollywood mesmo sendo tão negra". Eu estava a ponto de comprar o creme da Dencia para clarear minha pele quando você apareceu no meu mundo e me salvou’.

Meu coração sangrou um pouco quando li essas palavras. Eu nunca imaginaria que meu primeiro trabalho fora da escola seria tão poderoso e que me tornaria esse tipo de imagem de esperança do mesmo jeito que as mulheres de ‘A cor púrpura’ foram para mim.

Lembro do tempo em que eu também me achava feia. Eu ligava a TV e só via peles claras. Fui insultada e provocada por causa da cor da minha pele. E minha única prece para Deus era no sentido de pedir que acordasse no dia seguinte mais clara. (…) E todo dia eu experimentava a mesma frustração de estar tão negra quanto o dia anterior. Tentei negociar com Deus: disse que nunca mais roubaria cubos de açúcar no meio da noite se ele me desse o que eu queria; disse que ouviria cada palavra que minha mão dissesse e que nunca perderia meu suéter do trabalho de novo se ele me tornasse mais clara. Mas imagino que Deus não tenha se impressionado muito com minha barganha, porque ele nunca ouviu.

Quando me tornei adolescente passei a me odiar ainda mais, como se pode imaginar que aconteça na adolescência. Minha mãe tentava me dizer que eu era linda, mas não tinha consolo: ela é minha mãe, é claro que vai pensar e dizer isso. E aí Alek Wek apareceu na cena internacional. Uma modelo celebrada, negra como a noite, estava em todas as pistas e em todas as revistas e todo mundo estava falando sobre como ela era bonita. Até Oprah disse que ela era linda, e isso se transformou em um fato. Não conseguia acreditar que as pessoas estavam considerando uma mulher que se parecia tanto comigo bonita. Minha pele sempre foi um obstáculo a ser superado e, de repente, Oprah estava me dizendo que não era.

Quando vi Alek inadvertidamente eu vi um reflexo de mim mesmo que eu não podia negar. (…) Mas para as pessoas que eu pensavam que importavam, eu ainda era feia. E minha mãe me dizia: “Você não pode comer beleza. Isso não te alimenta.” E essas palavras me incomodavam: eu não entendia o que queria dizer até compreender que beleza não era uma coisa que eu poderia adquirir ou consumir, era algo que só poderia existir.

E o que minha mãe quis dizer quando falou que você não pode comer beleza é que você não pode confiar apenas na aparência para se sustentar. O que é bonito é fundamentalmente compaixão por si mesmo e para aqueles ao seu redor. Esse tipo de beleza inflama o coração e encanta a alma. (…)

Então espero que minha presença nas telas e nas revistas possa te jogar, jovem menina, em uma jornada similar. Que você possa sentir a validação de sua beleza externa mas também se comprometa ao máximo em ser bonita por dentro. Não existe sombra para este tipo de beleza.”

1 note

Pelas ruelas de Tiradentes #minasgerais #streetphotography #calle #street #sutro #sutrolovers #architecture #architexture #oldstreet #instatravel #instaaddict #travelphoto #backpackers #southamerica #igersminasgerais #igersbrasil

Pelas ruelas de Tiradentes #minasgerais #streetphotography #calle #street #sutro #sutrolovers #architecture #architexture #oldstreet #instatravel #instaaddict #travelphoto #backpackers #southamerica #igersminasgerais #igersbrasil

My Android wallpaper today is ‘Large Bathers’ by Paul Cezanne, 1900. #MuzeiFeaturedArt